terça-feira, 2 de agosto de 2016

Esposas CRISTÃS, vocês não têm obrigação de suportar isso!


Confesso que fiquei CHO-CA-DA pela forma como repercutiu um artigo que escrevi sobre divórcio para o público cristão. (Clique aqui para o ler). Escrevo artigos há 4 anos e é a primeira vez que me senti assim.

Nesse artigo, falei sobre algumas RAZÕES JUSTAS para tanto homens como mulheres saírem de um casamento, sem que isso fosse um agravante perante Deus. Entre outras coisas, mencionei maus-tratos físicos, abuso psicológico, vícios (referi-me a vícios pesados que geram prejuízos emocionais, físicos e financeiros a toda família), criminalidade, adultério.

A maioria concordou que o adultério é uma razão aprovada por Deus para dissolver um casamento, mas as outras são "meras desculpas de quem não quer lutar pelo casamento". É sobre isso que vou falar.

Para quem escrevi aquele artigo

Escrevi para pessoas que estão padecendo no casamento por qualquer motivo citado acima (ou outro tanto quanto grave). Elas CERTAMENTE têm feito ou já fizeram tudo para salvar seu casamento. Nenhuma alma vivente permanece 2, 5, 10, 20 anos em um relacionamento abusivo porque gosta de apanhar, gosta de ser humilhada, traída, tratada como lixo. Ela resistiu a tudo isso por amor, por pensar que seu cônjuge mudaria. Mas esteja certo de que ela não aguenta mais!

Eu NÃO escrevi para pessoas que tiveram uma discussão boba, ou para os orgulhosos que não dão o braço a torcer. Nem para aqueles que descobriram ser incompatíveis com seus cônjuges. Coisas assim precisam ser trabalhadas e resolvidas. E incompatibilidade é algo que pode ser facilmente identificado durante o namoro.

Uns cristãos mudam e outros usam máscaras

Então surgem comentários do tipo "Você está sofrendo as consequências de sua escolha errada, agora está ligado(a) a seu marido/mulher até a morte! Não tem escapatória!"

Quer dizer que uma pessoa boa e justa tenha que viver o resto da vida em um inferno porque caiu na lábia de um mentiroso se passando por cristão fiel? Precisa colher consequências tão amargas por ter sido VÍTIMA de embuste?

E as réplicas vêm aos montes: "Se tivesse orado para saber se ele era 'a pessoa certa', não teria que passar por isso!" Concordo em partes. Concordo que precisamos nos aconselhar com Deus antes de tomar uma decisão tão importante com um casamento. E as coisas tendem a dar certo quando damos ouvidos aos Seus conselhos. Porém, muitas vezes, ao nos aconselharmos sobre determinada pessoa, sentimos que Ele deu o Seu aval, pois na época a pessoa era correta e esforçada. Mas algo aconteceu e ela acabou enfraquecendo na fé. Parou gradualmente de cumprir os mandamentos, e de honrar seu cônjuge. Quando isso acontece, agressões verbais e humilhações surgem quase que imediatamente. E quando se perde o respeito, a tendência é as coisas se agravarem.

Seja vítima de um enganador ou de uma pessoa inicialmente boa, mas que se afastou do Senhor e passou humilhá-la; não importa! Ela é e sempre será VÍTIMA!

Deus não tolera maus-tratos

Cristãos que defendem que uma pessoa PRECISE suportar maus-tratos em nome do casamento "até que a morte os separe", estão pregando contra o Evangelho de AMOR do nosso Salvador. Estão dizendo que Deus tolera maus-tratos, que para Ele é preferível o sofrimento contínuo de mulheres e filhos, do que a dissolução de um casamento que está mais para uma maldição do que para uma bênção.

Gente, não estou falando de coisa à toa, não! Milhares de mulheres morrem anualmente nas mãos daqueles que elas juravam que conseguiriam mudar. Não se iludam, ninguém muda ninguém! As pessoas até podem ajudar umas às outras, mas a verdadeira mudança acontece de dentro para fora. Isto é, primeiro a pessoa precisa tomar consciência de que está errando e isso irá provocar uma mudança de coração. Mas essa mudança só será possível se a pessoa quiser realmente mudar, ter iniciativa para isso. Mesmo Deus não pode privar uma pessoa de seu arbítrio forçando uma mudança. Ele pode colocar vários obstáculos em seu caminho, mas isso não é garantia de que ela reconhecerá que está errando ou que desejará mudar.

Nem toda verdade está na Bíblia

A Bíblia que temos atualmente  é um conjunto de livros compilados pela Igreja Católica séculos depois da morte de Cristo. A ICAR decidiu quais livros fariam ou não parte da Bíblia. Vários livros ficaram de fora. Há também outros escritos por profetas e reis antigos dos quais não sabemos o paradeiro. A própria Bíblia faz menção a eles:

  • Livro de Jasher ( II Samuel 1:19)
  • Livro da Lei de Deus (Josué 24:26)
  • Livro do Concerto (Êxodo 24:4,7)
  • Livro das Guerras do Senhor (Números 21:14)
  • Livro do Reto (II Samuel 1:18)
  • As crônicas de Natã e Gade (I Crônicas 29:29 E II Crôn. 9:29)
  • As Profecias de Enoque (Judas 14)
  • As profecias de Aías e Visões de Ida (II Crôn. 29:29 e 9:29; 12:15; 13:22)
  • Vários outros do Velho Testamento
  • Outras epístolas de Paulo aos Coríntios (I Cor. 5:9), aos Efésios (Ef. 3:3) e à igreja na Laodicéia (Coloss. 4:16)

Enfim, não vou listar todos que encontrei. Basta dizer que a Bíblia não contém tudo o que o Senhor disse ao homem. Isso está claro no Novo Testamento: "Há, porém, ainda muitas outras coisas que Jesus fez; e se cada uma das quais fosse escrita, cuido que nem ainda o mundo todo poderia conter os livros que se escrevessem. Amém." João 21:25

Quero dizer, com isso, que não podemos afirmar que se não está na Bíblia, é incorreto. A Bíblia contém muito poucas informações, trata muito superficialmente sobre o tema "divórcio".

Quem é o adúltero e infiel para Deus?

Já que muitos dizem que somente por causa de adultério poderia haver dissolução do matrimônio, pergunto: o que é adulterar, trair, ser infiel para vocês? Será somente ter relações sexuais fora do casamento? Nada disso! É também enganar, violar promessas, quebrar convênios, fazer o oposto do que foi prometido.

Para o Senhor, a noiva (Sua igreja) adultera quando abandona  o noivo (Cristo) e "prostitui-se" com os incontáveis "ídolos" (tangíveis ou não), como fortuna, fama, farra, bebida, drogas, pornografia e tudo o que faz homens (e mulheres) se afastarem de Deus e cometerem os piores erros, entre eles, agressões físicas e psicológicas contra aqueles que prometeram amar e cuidar.

Se é a palavra "adultério" que esposas cristãs – que estão morrendo gradualmente nas mãos de cônjuges frios e perversos – precisam para sair SEM CULPA de seu relacionamento abusivo, aí está.

Mas saibam, mulheres, que vocês não precisam desta palavra para se livrarem do jugo do sofrimento. Tenham em mente que vocês NÃO SÃO CULPADAS pelos maus-tratos que sofrem, ainda que não tenham feito a melhor escolha ao decidirem com quem se casar. Quem atribui culpa a inocente é Lúcifer, o pai da mentira. Ele, sim, se diverte com seu sofrimento. Deus, entretanto, chora ao assistir as surras, humilhações, a fome e todo o sofrimento que vocês e seus filhos passam nas mãos de seus maridos INFIÉIS.

Sou muito grata por ser membro de uma igreja que desassocia ou EXCOMUNGA maridos agressores, em vez de passar mão na cabeça deles ou dizer que basta suas esposas orarem que tudo se resolverá. Precisamos ser realistas e AGIR, senão essas mulheres não ficarão vivas para contar a história.

59 comentários:

  1. Respostas
    1. Muitos Homens também sofrem com mulheres que q não dão o devido valor queria q vc comenta se sobre essas mulheres loucas também e não só joga a culpa toda para o homem

      Excluir
    2. Sim, Meloni, exitem também mulheres provocadoras e que não valorizam o bom homem que tem em casa. Elas certamente estão erradas e precisam parar, porque não há sangue que não ferva em meio à provocações.

      Ainda assim, eu penso que nada justifica a violência doméstica, seja ela vinda do homem ou da mulher. Ainda que soframos nas mãos de uma pessoa brigona, não é correto revidar fisicamente. Somos responsáveis pela forma como reagimos, não importa o quanto somos provocados. Na minha opinião, um homem que tem uma mulher que não o respeita, que não quer melhorar, está no direito de querer sair desse inferno, porque é uma forma de violência doméstica, a violência moral e psicológica.

      O ideal, mesmo, é o casal conversar seriamente e traçar metas para mudar. Mas se as chances se esgotaram, não vejo futuro para ambos permanecerem brigando pelo resto da vida. Naquele lar o Senhor não vai estar de qualquer forma.

      Obrigada por comentar! :-)

      Excluir
  2. muito,muito,muito bommmmmm, parabens minha amiga, bjsss saudadessss

    ResponderExcluir
  3. vc disse tudo que toda mulher SUD ou não precisa ouvir!!! Fabuloso!!! Viemos a terra pra escolher o que é certo e sermos felizes, é isso que Deus que de nós...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Dayana. Meu público alvo foram principalmente as mulheres não SUD. Vejo que nós, SUD, estamos entre as mulheres mais protegidas por sua fé. E se um homem fizer qualquer dessas coisas, ele pode ser excomungados e nós temos o direito de pedir o divórcio e nos casamos novamente. Coisa que é proibido na maioria das religiões cristãs.

      Obrigada por comentar!

      Excluir
  4. Não existe justificativa para maus tratos! As pessoas precisam entender que nada que "ande" por esse caminho vem de Deus ou represente qualquer tipo de ensinamento Dele ao longo das eras deste planeta. Homem e mulher são parceiros iguais em suas obrigações e deveres... nenhum é melhor que o outro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Rodrigo!! Infelizmente muitos não veem assim. Tomara que acordem algum dia. Obrigada por comentar! :-)

      Excluir
  5. Parabéns Erika, sempre com textos esclarecedores. Só não entende quem não quer..

    ResponderExcluir
  6. Muito bom! Eu saí de um casamento (e selamento) abusivo, e fui muito mais abençoada depois!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um casamento no convênio JAMAIS poderia ser abusivo. "Amém para o Sacerdócio" dele. Tudo de bom pra ti, irmãzinha! ;)

      Excluir
  7. bom , gostaria de dividir com vcs , que eu me casei a 5 anos , e tenho dois filhos pequenos , e sempre sofri , a um ano entrei para o evangelho , e me casei esse ano por obrigação ,eu pensava em criar asas e fugir , pra cuidar dos meus filhos , tive uma enfermidade grave e Deus me curou ,entao nos convertemos , casei porq disseram que seria fechada uma porta que tudo ia mudar , mas nao mudou , foi mentira, por falta de conhecimento , e por ter temor em DEUS me casei.
    e isso vejo acontecer com muita gente ,é triste

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Complicado demais! Obrigada por compartilhar, Tamara! Desejo o melhor pra ti! ;-)

      Excluir
  8. Érika, o q significa essa sigla SUD?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá pessoa desconhecida! :-D Significa Santo dos Últimos Dias. É como os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias são conhecidos. Somos também conhecidos pelo apelido de mórmons, por causa do Livro de Mórmon, uma das escrituras sagradas que temos além da Bíblia. Para mais informações, visite: http://mormons.org.br/ Um abraço!

      Excluir
    2. Aqui aparece "Unknown", mas clicando sobre o perfil consegui ver teu nome, Carla! ;-)

      Excluir
  9. Graça e Paz, li seu artigo, e confesso que lidando com o público e vendo várias reações, a mulher se submete ou o homem, há condições desfavoráveis em seu relacionamento,porque os pais não ensinaram. A base de eu ter um bom relacionamento é o que meus pais me falaram,me ensinaram,não havendo isso,como eu vou respeitar a minha esposa, os mais velhos, as crianças,as autoridades constituídas no país, se eu não tive ensino?Se eu não tive exemplo no lar? Tenho dois filhos,desde pequenos,ensinei que eles deveriam respeitar e ser discreto,principalmente com as mulheres,respeitar os avós,as autoridades,o lar é a célula manter da sociedade,como eu vou ser um cidadão se eu não tive exemplo? Como eu vou respeitar as mulheres,se eu vi meu pai desrespeitando a minha mãe? É inadmissível nos tempos atuais um marido agredir a sua esposa,há um índice muito grande de mulheres que estão sendo submetidas há maus tratos,inclusive na Igreja,qdo este marido era pra ser um exemplo para a sua esposa e seus filhos.Que vc possa progredir neste assunto,pois o divórcio não é recomendado por Deus,porém,é uma via de escape para vc ter um relacionamento melhor com uma outra pessoa. É não vou nem falar de homens que não tem conhecimento do corpo da mulher,ainda tem o pensamento que mulher é igual cotonete, usou joga fora, temos que acabar com esta situação. Um abração e continue com este assunto,pois ainda há muitos que precisam retirar as vendas dos olhos. Felicidades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim tu estás coberto de razão. Um homem violento pode ser assim porque não recebeu as lições em casa, talvez vendo o próprio pai maltratar a sua mãe, ou vendo a mãe aceitar a violência doméstica. Quando a mulher submete-se a isso está inconscientemente transmitindo ao filho que é aceitável esse tipo de agressão; e à menina, que ela deve se submeter a isso. Aí está mais um motivo por que sou a favor do divórcio neste caso, porque várias gerações podem ser corrompidas com ideias errôneas a respeito dos relacionamentos conjugais quando há ciclos intermináveis de violência doméstica. Alguém precisa romper o ciclo.

      Muito obrigada por comentar, José Luiz. Um abraço!

      Excluir
  10. Graça e Paz, li seu artigo, e confesso que lidando com o público e vendo várias reações, a mulher se submete ou o homem, há condições desfavoráveis em seu relacionamento,porque os pais não ensinaram. A base de eu ter um bom relacionamento é o que meus pais me falaram,me ensinaram,não havendo isso,como eu vou respeitar a minha esposa, os mais velhos, as crianças,as autoridades constituídas no país, se eu não tive ensino?Se eu não tive exemplo no lar? Tenho dois filhos,desde pequenos,ensinei que eles deveriam respeitar e ser discreto,principalmente com as mulheres,respeitar os avós,as autoridades,o lar é a célula manter da sociedade,como eu vou ser um cidadão se eu não tive exemplo? Como eu vou respeitar as mulheres,se eu vi meu pai desrespeitando a minha mãe? É inadmissível nos tempos atuais um marido agredir a sua esposa,há um índice muito grande de mulheres que estão sendo submetidas há maus tratos,inclusive na Igreja,qdo este marido era pra ser um exemplo para a sua esposa e seus filhos.Que vc possa progredir neste assunto,pois o divórcio não é recomendado por Deus,porém,é uma via de escape para vc ter um relacionamento melhor com uma outra pessoa. É não vou nem falar de homens que não tem conhecimento do corpo da mulher,ainda tem o pensamento que mulher é igual cotonete, usou joga fora, temos que acabar com esta situação. Um abração e continue com este assunto,pois ainda há muitos que precisam retirar as vendas dos olhos. Felicidades.

    ResponderExcluir
  11. Perfeito querida! O problema são as pessoas carregarem a culpa de seus casamentos falidos e em nome de uma religião tem medo de serem felizes. Fui traída, sou cristã, perdoei mas ele tomou a decisão de sair. E acredite : foi a melhor coisa.So assim pude perceber o quanto fui agredida emocionalmente por tantos anos! Infelizmente as pessoas não conhecem nem mesmo a palavra para se pautarem nela e seguirem suas vidas sem o peso de culpa. Mas ainda nos tempos de hoje quem é traído divide a culpa com quem traiu. Continue, as mulheres precisam disso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, Elaine. Foram vítimas e ainda precisam carregar a culpa por terem saído de uma situação insuportável. As coisas precisam mudar! Obrigada por comentar! Um abraço!

      Excluir
  12. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  13. É muito perigoso quando colocamos Deus à prova.
    Por exemplo:Gálatas 1:11-12
    “Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens. Porque não o recebi, nem aprendi de homem algum, MAS PELA REVELAÇÃO DE JESUS CRISTO.

    A forma como Deus inspirou essas pessoas (que escreveram a Bíblia), não foi por possessão, Deus nunca possui ninguém (I Coríntios 14:32-33). Pelo contrário, por revelação Deus se mostrou a elas. Deus disse a Paulo o que escrever e Paulo escreveu, ora quem, escreveu Gálatas?

    O livro de Apocalipse, chamado por ela mesmo de Livro das revelações, Deus mostrou a João, tudo o que viria acontecer, falou sobre a vinda dos anjos arrebatarem os escolhidos Dele, e das dores, bem como o aprisionamento do diabo por dezenas de centenas de dias.

    A Bíblia hj é o único instrumento suficiente em que Deus fala ao homem, e portanto não comete erro algum.

    A escritura sagrada, ou Biblia é por total inspiração de Deus, Deus é o seu autor e foi escrita por pessoas que eram movidas por Deus, ou seja, por revelação.

    Essa sim, não contém falha alguma, ou erro, Deus em Sua santidade, mostra toda a Sua bondade e misericórdia, mostrando ao homem a Sua salvação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou muito grata pela Bíblia. Desde o ano passado estou fazendo um estudo aprofundado do Velho Testamento cruzando todas as escrituras sagradas disponíveis, palavras de historiadores, entre outras (ano retrasado fiz isso com o Novo Testamento) e cada dia que passa meu testemunho do Evangelho de Cristo aumenta. A Bíblia foi escrita pelo povo do velho mundo, o Livro de Mórmon foi escrito por antigos moradores do continente americano (o povo pré-colombiano). São duas escrituras sagradas escritas por dois ramos da Casa de Israel. Deus tirou escolheu alguns de seus filhos que viviam no velho mundo (região da Palestina) e enviou a alguns cantos da terra. Alguns foram guiados por Sua mão até nosso continente, estabeleceram-se aqui, tinham profetas e a Igreja de Cristo estava aqui. Não é uma maravilha saber que haviam cristãos entre os antigos moradores dessa terra abençoada? Cristo visitou este povo. Foi a este povo que Ele se referiu quando disse "Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco; também me convém agregar estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um Pastor." (João 10:16). Sei, sem a mínima dúvida, que o Livro de Mórmon é uma escritura tão sagrada quanto a Bíblia, porque foi Deus quem me revelou. Eu perguntei a Ele e Ele me respondeu. "E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada. Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando"
      (Tiago 1:5,6) Deus é um Pai de amor e REVELA ao homem coisas que os homens não entendem até pedir discernimento. Experimente, amigo! ;-) Um abraço!

      Excluir
  14. Boa tarde. Erika você teria um email ao qual podesse falar com você. Preciso de ajuda e com urgência obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, amiga. Mande-me uma mensagem pelo Facebook. Podemos conversar por lá. https://www.facebook.com/erikastrassburger

      Excluir
  15. Sei como é ser julgada. Me separei e muitos me julgam até hoje. Mesmo vendo a diferença na minha vida. Hoje sou casada de novo,tenho uma filha do primeiro casamento e um filho do segundo,Vejo Deus em minha família pois hoje há respeito um pelo outro. E se Deus não aprovasse tudo isso acho nada disso seria possível. Parabéns ótimo artigo. Deus ilumine sua mente cada vez mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixa essas pessoas para lá, amiga! É para Deus que tu deves satisfação da tua vida. Digo e repito, defende permanecer em relacionamento abusivo, em suma, dois tipos de pessoas: o agressor (mesmo potencial) e a esposa dependente emocional. Uma pessoa mentalmente saudável consegue enxergar o caráter perverso e diabólico da violência doméstica. Cristão que defende a insolubilidade em um casamento nessas condições não enxerga um palmo à frente de seu nariz. Tudo de bom pra ti, querida!!

      Excluir
  16. E como fica pra pessoa casar de novo, se Deus não aceita o segundo casamento?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigo (ou amiga). Na minha fé as pessoas podem se casar de novo. Mas se na tua isso não é permitido, siga o teu coração.

      Cremos que para que um casamento seja reconhecido no céu, a pessoa que o celebra precisa ter autorização de Deus para isso (chamamos de Sacerdócio) + uma chave importante do Sacerdócio, a mesma que o Apóstolo Pedro tinha para "ligar" e "desligar" na terra. (E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus. Mateus 16:19) Só assim um casamento perdurará até depois desta vida. Os casamentos realizados por outros meios duram somente até a morte. Como mostra lá no Novo Testamento, pelo mesmo poder que é feito esse "selamento" o mesmo pode ser desfeito. Então, se marido ou mulher ignorou os mandamentos de Deus, não tratou seu cônjuge com amor e respeito, e quebrou outras promessas solenes, esse casamento pode ser cancelado (do ponto de vista eclesiástico). E a pessoa pode se casar novamente.

      Obrigada por comentar!

      Excluir
    2. Obrigada pela resposta, mas então pode-se trocar (digamos assim) de cônjuge varias vezes, se assim nosso coração nos permitir?

      Excluir
    3. De jeito nenhum! O casamento não é brincadeira. Cancelar o casamento somente em casos bem sérios. Na nossa religião, cada caso é analisado individualmente. Muitas pessoas não recebem autorização para cancelar o casamento na Igreja. Se ela quiser se casar com outra pessoa somente no civil, aí é responsabilidade dela. Mas casar-se na nossa religião uma segunda ou terceira vez, somente depois do caso bem analizado pela liderança geral. Conheço pessoas que não receberam essa autorização.

      Excluir
  17. A respeito do divórcio você esta equivocada e respeito da Bíblia também , a verdade esta na Bíblia sagrada , a bíblia contem as verdades para a vida eterna .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não temos somente a Bíblia como escritura sagrada, amigo!

      Excluir
    2. Se a Bíblia não é a única base da escritura sagrada, então creio que você deva mudar o tema do seu artigo "5 razões pelas quais um divórcio é justificado perante Deus". É seu direito defender e escrever o que bem quiser, mas não é seu direito dizer que Deus permite o que Deus não permite.

      Excluir
    3. Oi, Jerê. Embora eu creia em outras escrituras sagradas além da Bíblia, baseei-me na Bíblia para escrever este artigo. Como falei no texto, não procurei a palavra "divórcio", mas procurei saber o que Deus pensa sobre cada uma daquelas coisas. E aí está o que Ele pensa. Ele odeia, e condenará quem não se arrepender. Pois bem, se uma pessoa não quer se arrepender, ela está afastada de Deus. Se está afastada de Deus, como manter um casamento que foi celebrado justamente perante o Senhor? Isso é tão lógico!! Agora, se a pessoa sabe que está errando e deseja mudar e se esforça para isso, aí são outros quinhentos. Aí o cônjuge deve ficar ao seu lado e ajudá-lo. Mas isso não é necessário em todos os casos. Tem crimes, como pedofilia, por exemplo, que é um pecado super/ultra/mega grave. E tenho certeza que Deus nem pediria à mulher que ficasse ao lado de um cara que abusou sexualmente de seus filhos, mesmo que ele estivesse tentando mudar. Porque pedofilia é uma transtorno mental. E as crianças nunca mais se sentirão seguras na presença de um progenitou que abusou delas. Então, a mulher DEVE sair de perto desse cara o mais rápido possível para manter seus filhos seguros.

      Excluir
  18. Fui casada durante 8 anos, sofri muito, devido um casamento mal, entrei até em depressão, fiquei internada em uma clinica durante 45 dias foi horrível.
    ELe simplismente não gostava de trabalhar, me humilhava e fazia lavagem cerebral, eu trabalhava direto para manter a casa, e ainda na época meu filho era pequeno tinha 6 anos.
    EU cheguei a me separar duas vezes e voltei achando que ele melhorasse, que nada, ele não queria ir na igreja comigo, e achava que me separando era ser excluída da minha família, pelo contrário tive total apoio.
    Ninguem muda ninguém somente Deus isso se a pessoa quiser.
    ELe falava para algumas amigas que fui internada porque era louca, mentira!!!
    Mas sou temente a Deus e coloquei eles nas mãos de Deus, me divorciei, sai de casa apenas com minhas roupas e do meu filho e meu carro repleto de dividas, pois ele dizia q pagava ipva e algumas multas dele e por fim nunca pagou.
    Resultado:
    Sai de casa sem nada, e disse pai entrego em tuas mãos, olha para mim Senhor.
    Não demorou ele que foi internado numa clinica de alcoolatras e ficou um ano e meio.
    Deus é fiel, não espera se acabar e acontecer o pior, tome uma decisão e siga o caminho de Deus que é perfeito e Agradável sempre.
    Deus sempre tem o melhor para nossas Vidas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É por casos como este que insisto em abrir os olhos de muitos cristãos, porque, às vezes, a cegueira é tanta, que é difícil eles enxergarem o sofrimento que muitas mulheres passam. Obrigada por compartilhar! :-) Tudo de bom pra ti!

      Excluir
  19. Respostas
    1. Obrigada, CybaPink!! Sou uma justiceira (no bom sentido) nata! Não consigo ver certas coisas e ficar quieta. Um abraço! :-)

      Excluir
  20. Sofri abuso emocional forte, procurei ajuda e fui orientada a suportar e orar, culminou numa agressão física violenta onde num soco perdi meus dentes, massa óssea e gengiva. E quer saber do pior? Fui excluída da igreja. Pastores misoginos e machistas a gente vê por aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Inacreditável!! E maligno! Deus deve chorar quando vê esses homens agindo em Seu nome sem qualquer autoridade para isso. Tu denunciou, Adriana? Isso precisa ser feito! Se tu foste excluída da Igreja, sinta-se livre. Se tu fosses da minha religião, teria sido o oposto, ele teria sido excomungado e tu protegida pelos líderes. Total inversão de valores. Desejo que tu te recuperes rápido. E não desista de seguir a Deus. Ele não tem culpa dessas pessoas inconsequentes que fingem agir em Seu nome. Um forte abraço!

      Excluir
  21. Olá

    Hoje estou em processo de divórcio, casada a 11 anos enfrentei muitas palavras duras e humilhantes do meu esposo, tais como vc é igual mulher de malandro, vc não faz nada, não serve pra nada, é igual as anteriores (ele já foi do mundão, bebia, tinha várias mulheres ao mesmo tempo) as vezes me agredia na rua com algo q tivesse nas mãos, a caminho da igreja ele já chegou a me dá um tapa mas pegou na Bíblia e a mesma foi a chão. Já me expulsou de casa várias vezes ameaçando se não fosse iria colocar fogo na casa comigo e nossas filhas dentro,ele dizia que era momento de raiva que não iria fazer mais, porém esses momentos de raivas eram de dar medo, chegava a gerar minhas filhas, pq pra me atingir ele procurava irritar as meninas ou fazer terror a elas, era onde eu não me calava. Quebrava coisas, ameaçava.
    E por todo esse tempo eu sempre deixava passar esperando que não acontecesse mais, porém sempre acontecia.
    Hoje perdi meus medos(tinha muito medo de perder minhas filhas) já q ele nunca me apoio a trabalhar, eu tinha medo de ele tirar-las de mim, confesso q tenho muitas feridas, muitas frustrações, medos, mas estou decidida. Depois que entrei com o pedido de divórcio ele de repente se tornou o melhor pai e melhor homem do mundo, mais minhas cicatrizes não permitem mais deixar acreditar nele, não consigo confiar, posso até um dia perdoa-lo mais não quero mais viver com ele.
    Ainda vou conversar com meus pastores, mas uma coisa que não vou aceitar e ser disciplinada por isso, pois se eles quiserem tomar essa atitude eu denuncio ele é a igreja,eles preferem q uma mulher fique sendo humilhada e vivendo de fachada?! Jamais, já esgotei minhas forças nesse casamento.
    Vou precisar muito de Deus para me reerguer e fortalecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Angelina! Realmente, nenhuma mulher merece passar por isso. Sou sempre a favor de manter o casamento quando há arrependimento e perdão, MAS há cicatrizes que são profundas demais, só quem as tem sabe como doem. Portanto nem sempre é possível uma reconciliação. Minha sugestão é que tu te aconselhes primeiramente com Deus. Ele vai te mostrar o que fazer. Caso tua decisão seja mesmo pedir o divórcio e tua igreja te penalizar, não faça nada contra a instituição ou seus pastores, apenas saia de lá e procure uma religião em que a misericórdia é realmente levada a sério. Que o senhor te ilumine! Um abraço!!

      Excluir
  22. Eu estava aqui pensando se eu podia me separar. Meu marido me ofende muito, me acusa se ter amantes, já me agrediu 4 vezes e quebrou meu celular por ciúmes, pq não conseguiu falar comigo uma vez. Não me deixa trabalhar ou estudar. As vezes sinto medo dele, quando da essas crises de ciúmes, ele fica descontrolado. Agora eu sai de casa tem dois meses e ele diz que me ama, e pede pra eu voltar. Eu não acho que ele mudou até pq ele disse que não precisa mudar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se ele diz que não precisa mudar, é porque ele não vai mudar. O primeiro passo do arrependimento sincero é reconhecer o erro. Não há mudança sem isso. Não estou dizendo que seja o caso do teu marido, mas geralmente quando o marido é desconfiado, faz acusações descabidas, é ele quem está aprontando. É uma tática que muitos homens infiéis usam para tirar o foco de si. Outra coisa que acontece muito, alguns homens que estão conseguindo trair sem serem descobertos imaginam que a mulher esteja fazendo o mesmo. Eles não são confiáveis, por isso são desconfiados. Muito triste viver numa situação dessas. Que o Senhor te ajude a tomar a melhor decisão. Um abraço, Greice!

      Excluir
  23. Que posso dizer, já ouvir e li tantas coisas, mas nada tão obetivo e claro, parabéns amada, simplesmente maravilhoso

    ResponderExcluir
  24. Que posso dizer, já ouvir e li tantas coisas, mas nada tão obetivo e claro, parabéns amada, simplesmente maravilhoso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenhas, gostado, Silvia!! Obrigada! ^_^

      Excluir